sexta-feira, 16 de setembro de 2016

Laguna Carapã fez ato cívico do Dia da Independência







Na manhã desta quarta-feira a população lagunense se reuniu no Ginásio de Esportes “Agenor Nava” a fim de participar do ato cívico por ocasião do Dia da Independência do Brasil, comemorado em todo o país neste dia 07 de setembro.

A solenidade teve a participação de diversas autoridades, entre elas o prefeito Itamar Bilibio, a primeira-dama Vera Bilibio, o vice-prefeito Valdemar dos Santos, presidente da Câmara Valmor Flores e demais vereadores, secretários municipais, diretores, coordenadores, professores e alunos das escolas da Rede Municipal de Ensino e a população em geral.

O Ato Cívico teve início com uma benção proferida pelo Padre da Igreja Católica Junior Caetano e pelo pastor Demilson Dias, representando o Conselho de Pastores de Laguna Carapã, logo após foi realizado o hasteamento das bandeiras e a entoação do Hino Nacional e do Hino da Independência. O Hino de Laguna Carapã foi apresentado pelos monitores e alunos do Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos e foi muito aplaudido pelos presentes. A cerimônia teve continuidade com apresentações de músicas, teatros e danças.

O presidente da Câmara Valmor Flores, falou da importância da data, que é muito significativa para o Brasil e para o povo brasileiro.

O prefeito Itamar Bilibio lembrou do fato histórico que levou a Independência do Brasil e destacou ainda as belas apresentações que foram realizadas, “essa data não é somente um feriado, e sim a representação da luta de um povo por sua liberdade, essa luta continua todos os dias quando buscamos a construção do futuro de nossa cidade”, salientou o prefeito.

O evento terminou com o sorteio dos prêmios do IPTU Premiado 2016. Os contribuintes sorteados foram: Sueli Rader, uma bicicleta; Agostinho Alves, uma máquina de lavar roupas; Joacir M. Ledesma, um aparelho de ar condicionado; e Anilvo Luiz, uma Televisão.

Fonte: Laguna News
Postado por: Carlos PAIM

quarta-feira, 3 de agosto de 2016

Dez municípios concentram mais da metade da produção de soja de MS

Maracaju se manteve como maior produtor estadual, com 842,376 mil t.

Maior produtividade foi registrada em São Gabriel, 56 sacas por hectare.

Anderson ViegasDo G1 MS

Colheita da soja foi encerrada oficialmente em Mato Grosso do Sul, que registrou maior safra de sua história (Foto: Reprodução/TV Morena)Colheita da soja foi encerrada oficialmente em Mato Grosso do Sul, que registrou maior safra de sua história (Foto: Reprodução/TV Morena)
Grupo de dez municípios das regiões sul, norte e cetral de Mato Grosso do Sul concentrou 56,88% do total produzido pelo estado na recém encerrada safra 2015/2016 de soja. Juntas, essas cidades colheram nesta temporada 4,320 milhões de toneladas, enquanto que a produção do estado atingiu o volume recorde de 7,597 milhões de toneladas, de acordo com dados do Sistema de Informação Geográfia do Agronegócio (Siga), da Associação dos Produtores da oleaginosa (Aprosoja/MS).
Conforme a Aprosoja/MS, o município de Maracaju, na região sul, se manteve com o principal produtor de soja do estado. Com uma área cultivada de 268,958 mil hectares, os sojicultores locais colheram 842,376 mil toneladas do grão, o que representou uma média de produtividade de 3.132 quilos por hectare ou 52,2 sacas por hectare.
Além de Maracaju, compõem o top “dez” da produção de soja sul-mato-grossense neste ciclo: Ponta Porã (608,281 mil toneladas),Sidrolândia (537,883 mil toneladas), Dourados(471,471 mil toneladas), São Gabriel do Oeste (382,818 mil toneladas), Aral Moreira (338,826 mil toneladas), Rio Brilhante (300,108 mil toneladas), Naviraí (283,879 mil toneladas), Laguna Carapã (280,119 mil toneladas) e Chapadão do Sul (274,901 mil toneladas). 
Já em produtividade os campeões sul-mato-grossenses da temporada foram os produtores deSão Gabriel do Oeste, com média de 3.360 quilos por hectare o que representa 56 sacas de 60 quilos por hectares. Depois também aparecem com destaque os sojicultores de Costa Rica, com 55 sacas por hectare e de Bela vista, com 54,9 sacas por hectare. A média estadual ficou em 50,5 sacas por hectare.
A Aprosoja/MS apontou que apesar das problemas que os produtores enfrentaram no ciclo em razão das variações climáticas, o resultado final da safra é positivo, mas poderia ter sido muito melhor, com a produção atingindo um patamar de 8 milhões de toneladas. 
A entidade destaca que um dos principais problemas climáticos da temporada foi o excesso de chuva durante o ciclo, o que dificultou o manejo da lavoura, prejudicou o desenvolvimento de grãos, provocou a perda de lavouras inteiras que foram alagadas e atrapalhou ainda o escoamento da produção.
De acordo com a associação, a média acumulada de chuvas nesta safra foi de aproximadamente 982,3 milímetros, um volume 215 milímetros superior ao ciclo anterior
.

quarta-feira, 13 de julho de 2016

Caixa Alta

Principais Jornais de Mato Grosso do Sul

Divulgação da Parceria, Google, Fundação Portal do Pantanal - Fm América, Painel de Blogs do Paim.

http://www.ejornais.com.br/jornais_mato_grosso_sul.html


Site do Midiamax News
Divulgação da Parceria, Google, Fundação Portal do Pantanal - Fm América, Painel de Blogs do Paim

http://www.midiamax.com.br/

segunda-feira, 9 de maio de 2016

Bonito é destaque em portal de notícias chileno

Região Centro-Oeste é recomendada para turistas durante as Olimpíadas.

Aquário Natural de Bonito
Aquário Natural de Bonito

 O Tour da Tocha pelo Brasil começou na última terça-feira (3) e a chegada do símbolo das Olimpíadas ao Brasil já rendeu manchete no exterior. 

O portal de notícias Global News, do Chile, publicou uma matéria sobre as regiões em que a tocha passará, suas peculiaridades e turismo local. Um dos destinos mencionados na reportagem foi Bonito, paraíso do ecoturismo de Mato Grosso do Sul. 

“Mergulho, rapel, cavalgadas, passeios, belas cachoeiras e cozinha regional são pontos altos de uma vista pelo Mato Grosso do Sul. Cavalgar pelas planícies verdejantes, ver o pôr-do-sol enquanto se pratica canoagem e caminhar pela selva são algumas das vantagens deste destino”, traz a reportagem. 

As Olimpíadas são uma oportunidade para a promoção de diversos destinos turísticos brasileiros, além do Rio de Janeiro. Para o presidente da Embratur, Marcos Salles, “o Tour é uma oportunidade de internacionalizar os ganhos da Olimpíada e Paralimpíada, mobilizar o País em torno desse megaevento, amplificar os ganhos de imagem e promover todas as regiões brasileiras em uma grande celebração turística”.

As Olimpíadas começam no dia 5 de agosto e se estendem até o dia 21. Já as Paraolimpíadas acontecem de 7 a 18 de setembro. 

PortalBonito

Postado por: Ygor I.Mendes

quinta-feira, 5 de maio de 2016

Estrutura para a 11ª Festa da Farinha começa a ser montada em Anastácio





Neste final de semana, sexta (06) e sábado (07) acontece a maior festa da agricultura familiar de Mato Grosso do Sul, é a 11ª edição da Festa da Farinha de Anastácio, evento que consolidou-se e já faz parte do calendário oficial de eventos culturais de MS.

Dentre as atrações da festa, ganha destaque principal a praça de alimentação que reúne famílias de pequenos produtores rurais de Anastácio que fabricam além da farinha de mandioca, várias iguarias da gastronomia nordestina, de quitutes doces à salgados, que agradam o paladar do público exigente que frequenta a festa.

Pois é justamente pela praça de alimentação que o circuito da festa começa a ser montado na Praça Arandu entre as Ruas João Leite Ribeiro e Avenida Manuel Murtinho. 

No fim da manhã de hoje, o prefeito de Anastácio, Douglas Figueiredo esteve juntamente com secretários municipais vistoriando a montagem da estrutura da festa e contou que "esse ano a comissão organizadora da festa tem a missão de estruturar o evento para que o público tenha comodidade com mesas e cadeiras suficientes na praça de alimentação".

Croqui da festaCroqui da festa"No ano passado, ouvi várias pessoas parabenizando a festa, porém diziam que a praça de alimentação estava difícil de comportar todos que queriam sentar-se para comer. Esse ano, mais de 500 jogos de mesas e cadeiras serão disponibilizados na rua de acesso à Ponte Velha, onde desde a rotatória serão concentradas as tendas da praça de alimentação", revelou o prefeito.

Além de ampliar o espaço para as mesas e cadeiras da praça de alimentação, a mudança de local da Festa da Farinha [que era na Rua Porto Geral] para a Praça Arandú, vai proporcionar maior comodidade para quem estiver assistindo aos shows, pois a praça é mais ampla e dá condições de ser instalado um palco maior, com isso, mais pessoas estarão mais perto dos artistas tão esperados: Matheus & Kauan, Caju & Castanha e Guilherme & Santiago.

Há quem passe e pare imaginando a grandiosidade da festa que se aproxima: “Eu acredito que aqui será bem melhor, vai ser mais aconchegante para gente, até porque a festa é um ambiente familiar e às vezes a gente na praça de alimentação nem encontrava lugar para sentar com a família para comer. Não vejo a hora de vir com minha família", disse a senhora Aparecida Leite, que estava no Shopping Arandú observando a montagem da estrutura.

“Aqui é meu caminho para o serviço todos os dias, fico imaginando como será a festa com tudo isso que está sendo montado. A gente fica numa curiosidade e numa expectativa. Eu gosto da Festa da Farinha e aqui nessa praça acredito que vai dar certo”, frisou Henrique Anjos.

PROGRAMAÇÃO

A entrada na festa é gratuita nas duas noites, incluindo, os shows. A Praça de Alimentação começa a funcionar a partir das 19 horas. O aroma e o sabor da culinária nordestina comandam o cardápio da festa.
A programação musical começa a partir das 20 horas com artistas locais. No dia 06 de maio, sexta-feira, o público poderá cantar e dançar ao som da dupla que é sucesso no Brasil todo, revelação do sertanejo universitário, Matheus & Kauan.

No dia 07 de maio, sábado, Caju & Castanha farão um show de embolada nordestina com muita rima e humor para arrancar gargalhadas do público.

Na sequencia, no sábado, a dupla Guilherme & Santiago comandarão a festa, tocando e cantando grandes sucessos que marcam gerações e fazem o povo dançar. Nas duas noites, forró e sertanejo irão colocar o público para dançar e cantar no palco principal.

AquidauanaNews

Postado por: Ygor I. Mendes

domingo, 5 de julho de 2015

CRISTO REI É O PADROEIRO DE LAGUNA CARAPÃ

 

CLIQUE E SAIBA MAIS SOBRE:

Cristo rei


  Saiba quais são os padroeiros dos demais Municípios de Mato Grosso do Sul


Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.

Relação dos padroeiros do estado1 e dos municípios2 de Mato Grosso do Sul.

Local Padroeiro
Água Clara Sagrado Coração de Jesus
Alcinópolis Nossa Senhora Aparecida
Amambai Nossa Senhora Auxiliadora
Anastácio Nossa Senhora de Lourdes
Anaurilândia São João Batista
Angélica São Pedro Apóstolo
Antônio João Nossa Senhora do Perpétuo Socorro
Aparecida do Taboado Santo Antônio
Aquidauana Nossa Senhora da Imaculada Conceição
Aral Moreira Nossa Senhora Aparecida
Bandeirantes Nossa Senhora Aparecida
Bataguassu São João Batista
Batayporã Santo Antônio
Bela Vista Santo Afonso
Bodoquena Nossa Senhora do Perpétuo Socorro
Bonito São Pedro
Brasilândia Bom Pastor
Caarapó Bom Jesus
Camapuã São João Batista
Campo Grande Santo Antônio de Pádua
Caracol Nossa Senhora do Perpétuo Socorro
Cassilândia São José
Chapadão do Sul São Pedro Apóstolo
Corguinho São Judas Tadeu
Coronel Sapucaia Nossa Senhora da Imaculada Conceição
Corumbá Nossa Senhora da Candelária
Costa Rica Santo Antônio
Coxim São José
Deodápolis Nossa Senhora Aparecida
Dois Irmãos do Buriti Nossa Senhora do Rosário
Douradina Nossa Senhora Aparecida
Dourados Nossa Senhora da Imaculada Conceição
Eldorado Nossa Senhora Aparecida
Fátima do Sul Nossa Senhora de Fátima
Figueirão Nossa Senhora da Abadia
Glória de Dourados Nossa Senhora da Glória
Guia Lopes da Laguna Nossa Senhora da Guia
Iguatemi Nossa Senhora da Imaculada Conceição
Inocência Bom Jesus da Lapa
Itaporã São José
Itaquiraí Nossa Senhora do Perpétuo Socorro
Ivinhema São Paulo Apóstolo
Japorã Nossa Senhora Aparecida
Jaraguari Santa Rita de Cássia
Jardim Santo Antônio
Jateí São Pedro
Juti Santa Luzia
Ladário Nossa Senhora dos Remédios
Laguna Carapã Cristo rei
Maracaju Nossa Senhora Aparecida
Mato Grosso do Sul Nossa Senhora da Abadia (todo o território estadual)
Miranda Nossa Senhora do Carmo
Mundo Novo Nossa Senhora das Graças
Naviraí Nossa Senhora de Fátima
Nioaque Santa Rita de Cássia
Nova Alvorada do Sul São Cristóvão
Nova Andradina Imaculado Coração de Maria
Novo Horizonte do Sul Nossa Senhora Aparecida
Paraíso das Águas
Paranaíba Santa Ana
Paranhos São João Batista
Pedro Gomes São Sebastião
Ponta Porã São José
Porto Murtinho Sagrado Coração de Jesus
Ribas do Rio Pardo Nossa Senhora da Conceição
Rio Brilhante Divino Espírito Santo
Rio Negro Nossa Senhora de Fátima
Rio Verde de Mato Grosso Nossa Senhora Auxiliadora
Rochedo São Sebastião
Santa Rita do Pardo Santa Rita de Cássia
São Gabriel do Oeste São Gabriel Arcanjo
Selvíria São João
Sete Quedas Nossa Senhora do Perpétuo Socorro
Sidrolândia Nossa Senhora da Abadia
Sonora Nossa Senhora Aparecida
Tacuru São Sebastião
Taquarussu Nossa Senhora Aparecida
Terenos Santo Antônio de Pádua
Três Lagoas Santo Antônio de Pádua
Vicentina Santa Terezinha

sábado, 1 de março de 2014

Críticas a Barbosa se multiplicam após ataques aos ministros do STF

28/2/2014 15:12
Por Redação - de Brasília

CORREIO DO BRASIL
Barroso foi enfático ao afirmar que 'mensalão' é um 'ponto fora da curva'
Barroso foi enfático ao afirmar que ‘mensalão’ é um ‘ponto fora da curva’
Após a derrota para a maioria do Plenário, no Supremo Tribunal Federal (STF), o ministro Joaquim Barbosa, presidente da Corte e relator da Ação Penal (AP) 470, chamada de ‘mensalão’ pela mídia conservadora, ou de ‘mentirão’ na imprensa independente, sofrerá um novo revés, em breve. Ele verá todo o julgamento ser questionado, uma vez que a quadrilha que afirmava existir, no bojo do processo, simplesmente foi desconsiderada por seis dos ministros do Supremo.
Em não havendo quadrilha, o ex-ministro José Dirceu, por exemplo, não poderia ser alvo das acusações que o colocaram no centro da tese de ‘domínio do fato’, o que lhe significou parte da pena que cumpre, hoje, em regime fechado, quando deveria cumpri-la em regime semiaberto. Este será um dos fatos questionados pela defesa dos réus.
O julgamento dos embargos infringentes, recursos que poderiam reverter as condenações, representa o fim do andamento do processo no STF, mas ainda resta uma última possibilidade para os condenados tentarem mudar os rumos dos fatos e, por conseguinte, as penas impostas pela Corte: a revisão criminal, uma nova ação que poderá ser apresentada individualmente por cada condenado.
Nesta quinta-feira, durante o julgamento dos embargos infringentes, o STF decidiu, por maioria de votos, absolver os réus do crime de formação de quadrilha. No dia 13 de marco, serão analisados mais três recursos em relação ao crime de lavagem de dinheiro.
A absolvição por formação de quadrilha não altera as condenações dos réus do mensalão pelos demais crimes. Dirceu, Delúbio e Genoino cumprem pena por corrupção ativa. Os ex-dirigentes do Banco Rural estão presos por lavagem de dinheiro, gestão fraudulenta e evasão de divisas. O núcleo de Valério cumpre pena por corrupção ativa, peculato e lavagem – Ramon e Valério foram punidos também por evasão.
Em relação a esses crimes, para os quais não cabem mais recursos no processo do mensalão, os condenados poderiam entrar com revisão criminal. A revisão criminal somente poderá ser apresentada quando não couber mais nenhum recurso contra as condenações.
Discurso virulento
Em artigo publicado nesta sexta-feira, a colunista da Rede Brasil Atual (RBA) Helena Sthephanowich atentou para o fato que, ao fim do capítulo do julgamento dos embargos infringentes na AP-470 que absolveu José Dirceu, José Genoino, Delúbio Soares e outros réus do crime de formação de quadrilha, o presidente do Supremo Tribunal Federal, Joaquim Barbosa, o último a votar – quando já não era mais possível reverter o veredito – “fez um discurso com frases de efeito tais como ‘alertar à nação’, ‘sanha reformadora’ etc”.
“Aos olhos de quem trabalha com a divulgação de informação, ficou claro que se tratava de uma fala que poderia perfeitamente ser editada pelos telejornais, reforçando o viés moralizador de uma potencial campanha política dele, Joaquim Barbosa”, afirmou a colunista.
O discurso, no entanto, foi esvaziado nas edições dos jornais televisivos noturnos, para frustração do autor, e sobraram críticas ao comportamento do presidente da mais alta corte de Justiça do país. Segundo o jornalista Miguel do Rosário,
em seu blog, “o fato de estar publicada na CBN, que pertence às organizações Globo, mostra que não está sendo possível conter a avalanche de críticas ao JB. Ela está vindo com muita força, de todos os lados, de pessoas esclarecidas e preocupadas com o direito, com a justiça e, sobretudo, com a democracia, conceitos agredidos violentamente pelo sociopata político Joaquim Barbosa”.
“O cientista político Claudio Couto, da Escola de Administração Pública da FGV de São Paulo, acusou o presidente do STF, Joaquim Barbosa, de fazer acusações de cunho político e partidário contra seus colegas e contra a presidente da República. ‘Ele não podia fazer isso, pois um juiz deve ser neutro’, diz Couto. Ele aborda ainda a possibilidade de o STF reverter decisões sobre o ‘mensalão’, mesmo que isso contrarie a ‘opinião pública’. Couto lembra que o STF deveria ser uma instituição contra-majoritária, ou seja, mais preocupada com os direitos individuais do que com a opinião da maioria, até porque é uma opinião contingente e volátil, que hoje pode estar de um lado, e amanhã, de outro”, afirmou.
“Com a expressão de ‘alerta ao Brasil’, Joaquim Barbosa fez praticamente um chamamento ao golpe. Foi o que entendi após ouvir essa entrevista de Couto. E é isso mesmo o que eu acho que Barbosa fez: chamou um golpe. Ou preparou os
fundamentos de seu discurso eleitoral, cometendo um gravíssimo crime político, em dose dupla: juiz não pode exercer atividade político-partidária e não se pode usar a TV Justiça para veicular propaganda política”, concluiu.